Prefeitos se unem para discutir medidas emergenciais sobre a falta de repasses do Governo

Categoria: Administração

Prefeitos da região que compõem a Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (Ameg), a Associação dos Municípios da Microrregião Baixa Mogiana (Amog) e Associação dos Municípios do Lago de Furnas (Alago) estiveram reunidos na manhã desta terça-feira, 6, em Passos, para discutir medidas emergências diante da falta de repasses do Governo do Estado, que está deixando os municípios em situação delicada.

A dívida total com os municípios mineiros é de R$ 9,7 bilhões. Nem mesmo os repasses constitucionais semanais do ICMS e Fundeb estão sendo realizados regularmente. A dívida com Carmo do Rio Claro passa dos R$6,2 milhões.

Até o momento a falta de compromisso do governo com a prefeitura ainda não atingiu nenhum dos serviços prestados, inclusive, a folha de pagamento dos servidores continua sendo paga em dia, porém, caso a situação permaneça e os repasses não comecem a ser regularizados, a situação pode se agravar.

O prefeito Tião Nara participou do encontro junto com o vereador Paulo Marcelo da Silva, o Paulão.

Para que o cidadão entenda melhor a situação, o governo do Estado vem “segurando” o dinheiro dos impostos pagos pela população que é de direito dos municípios, como parte do ICMS e do Fundeb que é utilizado para pagamento dos professores.

Do montante devido para Carmo do Rio Claro, mais da metade, quase R$4 milhões é para a área da Saúde.  

 

Voltar
ameg